Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

terça

por mandarina, em 15.04.14

É terça e eu já queria que fosse sexta. Estas duas últimas semanas foram mesmo dose, e só de pensar em tudo o que ainda tenho para fazer nos próximos dias só me apetece chorar... Ehehe

 

QUERO IR DE FÉRIAS.................

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Traduzindo...

por mandarina, em 10.12.13

A sério mas há alguma tarefa mais enfadonha que traduzir relatórios e avaliações de cenas e coisas técnicas, e cenas de construção e palavreado que eu não sei o que significa sequer em português? Não deve haver, estou para aqui a traduzir, auxiliada pelo google tradutor (se não fosses tu, ferramenta dos deuses) e mesmo assim estou quase a fechar o olhinho de tédio e soninho.

 

Ainda bem que não escolhi esta dura profissão, é mesmo duro ser tradutora de textos maçudos. De literatura também não deve ser pêra doce.

E eu que ainda pensei nisso, ir para Tradução, tinha sido bonito tinha, que eu tenho tanto jeito para isso que julgo que uma tradução minha é capaz de ser tão fiel ao texto oficial como um político às suas promessas eleitorais. Valha-me o google, senão juro, tal é a concentração em texto tão interessante, que em vez da palavra "parede" muito facilmente escreveria "porta" a torto e direito.

 

 

Caso para dizer, "I'm lost in translation".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Trabalhar em casa

por mandarina, em 06.08.13

Tem mesmo muito que se lhe diga. Começa logo de manhã com aquela vontade de sair da cama só mais tarde, mas tenho-me portado super bem e a partir das 9h já estou oficialmente a responder a emails para o outro lado do mundo.

Trabalhar em casa, sem a obrigatoriedade de estar frente a um computador as 8 horas seguidas pode ser um perigo, porque, por um lado, sabemos não estar sob o olhar do chefe e daí sentimo-nos mais à vontade para dar asas à imaginação e preguiça. E é verdade que, às vezes uma pessoa tende a aproveitar a liberdade não tão condicionada como a do trabalho no escritório.

 

Mas a mim esta nova rotina de trabalho tem-me estimulado imenso, isto de trabalhar de manhã ao computador e de à tarde ir trabalhar no terreno tem-me feito trabalhar, senão mais, melhor e com muito mais vontade. E agora juro que adoro o meu trabalho. É estimulante, sinto-me pela primeira vez desde que entrei para esta empresa verdadeiramente valorizada, e sinto que começo, a pouco e pouco, a dar cartas. Gosto desta responsabilidade, faz-me querer mais, querer dar o meu melhor de mim, de estar em cima do acontecimento e até mesmo de provocá-los.

 

Não sei que ventos pairam por aqui que não por Pequim (aliás sei, são ares menos poluídos) mas sinto-me com uma vontade genuína de trabalhar. Ainda que agora o problema nisto de trabalhar em casa seja delinear os limites do que é horas de trabalho e tempo de lazer. Tenho dado comigo a misturar os dois, e estico os dias, e quando dou por mim estou a trabalhar fora de horas (00h00 é muito fora de horas).

 

E não sei o que vem por aí, se será sempre assim, se este trabalho me continuará a dar este prazer, mas enquanto dure vou aproveitar. Gosto do que faço aqui, contrariamente à minha rotina de trabalho na China que era quase o oposto. Para que isso continue a acontecer, haverá mais etapas por ultrapassar e mais provas a dar aos meus superiores para lhes provar que sou muito mais produtiva (e útil) aqui.

 

E sim, eu sei que ultimamente só quase se fala de trabalho neste blogue, mas a minha vida agora gira à volta do meu trabalho. E ainda vai levar um bom tempo até que seja diferente. Quero agarrar esta oportunidade de trabalhar em Portugal (e até lutar por ela se assim tiver que ser) com unhas e dentes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Visão

por mandarina, em 05.08.13

É o que o meu chefe me pede que tenha. É no que eu tenho de me concentrar e trabalhar, ter visão, ter olho aguçado para o negócio, tentar deixar de ser a assistente para passar a ser a gestora, o título vem no cartão, a responsabilidade que vem com o título é que mete um pouco de medo, mas a ambição que tenho em mim diz que tenho de me fazer ao desafio sem medo, com muita força de vontade e sentido de orientação.

Eu quero ser uma peça importante neste tabuleiro, mas realmente há que ter visão, começar a ditar algumas (pequenas) regras para conquistar o lugar que quero. E isso significa antes de tudo, organização (que é o meu tendão de Aquiles), esforço e muita dedicação e para isso há que ir aprendendo com os erros, registando as falhas, não ter medo de arriscar e partir à aventura. Eu sei qual é o meu trabalho, agora depende de mim fazê-lo bem e, lá está, com visão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos