Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Next destination: Barcelona

por mandarina, em 25.07.14

É certo que a viagem é só em finais de Setembro, mas hoje decidi-me a comprar o bilhete de avião, e numa semana de tantos acidentes aéreos até dá medo pensar em voar. Ainda tenho, contudo, 2 meses para me consciencializar que acidentes acontecem seja por mar, terra ou ar.

 

Constatei que os voos estão caros "pra cacete". Já acabou aquela onda dos low costs, não já? Bem sei que não, mas no meu caso esperar por promoções não era solução, uma vez que tinha de fazer coincidir os horários dos meus voos com os dos meus amigos de viagem. E voilá, não é que consegui, por um triz que ia pela TAP, mas acabei por decidir-me pela low cost espanhola, a Vueling.

 

Será uma visita de médico a Barcelona, 3 dias apenas, que irão saber a pouco mas darão para matar as muitas saudades que eu tenho dos meus companheiros de farra de Pequim. E o melhor é que depois disso eles ainda virão a Lisboa e ficarão chez moi.

Há amizades assim, que surgem do nada, mas que a gente sabe que podem mesmo valer por uma vida. Não sei se a nossa será uma dessas, mas uma coisa é certa, estou imensamente feliz por alinhar nesta viagem e já agora também, claro está, por ir conhecer Barcelona. O que já há muito queria.

 

Ai viajar, é tão bom, e eu ando a fazê-lo tão pouco, isto de não ter férias com dias marcados é do piorio.

Mas Barcelona não pode ser a última viagem de 2014, nãoooooooooooo...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tão atual como em 1941

por mandarina, em 24.07.14

"Sempre julguei entender o suficiente de homens.  Julgava que eram formados por oito partes de vaidade e duas partes de outra coisa qualquer... Porque nove em cada dez homens julgavam que,  ao fazerem-me olhinhos, eu iria colocá-los num pedestal, e que os adoraria por serem tão bonitos e cheios de engenho. E querem que falemos numa vozinha melosa, que nos rocemos por eles como uma gata com cio, entremos em êxtase com a sua tremenda inteligência, que eu, naturalmente, uma rapariguinha pobre e modesta, ignorante, uma florzinha de inocência e ingenuidade, não podia, decerto, compreender facilmente a sua imensa grandeza... (...)

(...) são a tal ponto vaidosos, na cama e à mesa, em passeio (...) são todos tão vaidosos que até parece que a vaidade é a única doença incurável do género humano."

in a Mulher Certa.

 

Atual, não? Isto tendo sido escrito por um homem ainda lhe confere maior grau de veracidade. Que grande e perspicaz apreciador do género humano era este Sándor Márai.

 

Mais passagens interessantes seriam muito pertinentes de citar, mas, em vez disso, recomendo, a quem interesse pois claro, ide ler este grande autor húngaro.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A falta que faz

por mandarina, em 16.07.14

"porque é que na escola não se ensina nada sobre as relações entre homens e mulheres? A pergunta é séria, não estou a brincar. No fundo, é tão importante quanto os montes e rios do país, ou as regras fundamentais do discurso. Pelo menos, influi sobre a serenidade da pessoa, tanto quanto a educação ou uma norma da escrita. Penso que, no momento certo, pessoas inteligentes e preparadas, poetas, médicos, deveriam falar aos jovens da alegria da convivência, das possibilidades de vida a dois, homens e mulheres..., não da "vida sexual", mas da alegria, da paciência, da modéstia, da satisfação. Quando verbero os homens é que neles desprezo, talvez, acima de tudo, essa cobardia - a cobardia como escondem, de si mesmos e do mundo, o segredo da própria vida."

Sándor Márai, in a Mulher Certa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A mulher certa

por mandarina, em 15.07.14

Tendo feito uma ligeira pausa no Livro do Desassossego de Fernando Pessoa, que aquele livro deixa mesmo uma pessoa desassossegada como um amigo meu já o tinha referido, ando deliciada com este, " A mulher certa" de Sándor Márai.

 

E que livro, estava capaz de o citar todos os dias, e tenho a certeza que é daqueles livros que voltarei a ler sem pensar duas vezes, e arrisca-se a ser o primeiro a ser sublinhado. (não tenho esse hábito porque penso sempre que o vou emprestar a alguém e as partes sublinhadas desmarcaram-me).

 

"Que, nestas coisas do sentimento, não há conselhos. Era o que também eu suspeitava, vagamente. No fundo, não há nenhum "conselho" para a vida. As coisas acontecem, é tudo."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Leituras em dia

por mandarina, em 07.05.14

Ler mais este ano é o objectivo. Tenho tempo o que já por si é óptimo, tenho vontade e tenho uma mini pilha de livros em casa.

Este ano já li alguns (os da imagem direita), e estão por ler outros (os da esquerda). E por comprar muitos, está quase aí a feira do livro de Lisboa, será a primeira vez para mim, espero não me desgraçar muito na carteira.

 

 

Leitura do momento

So far so good

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rumo ao Sul

por mandarina, em 30.04.14

E é isto meus amigos, serão só 3 dias de descanso mas contando com os dias assim quentinhos, vão ser 3 dias passados de molho e ao sol tipo sardanisca em processo de fotossíntese.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Happiness is up to YOU :)

por mandarina, em 29.04.14

Happiness is a CHOICE. You prescribe your own happiness. It's really ALL about the mindset. You are the only one in the way of your own happiness. Yes, there is a lot of negativity in the world but to be happy you have to learn to see past that and focus on everything positive in your life, and love yourself over anyone else.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Felicidade intrínseca

por mandarina, em 28.04.14

Ir à procura do que nos faz feliz remete-nos sempre para uma situação exterior a nós mas afinal procuramos no lugar errado já que e, segundo uma especialista no assunto com a qual me deparei quando estava há pouco a fazer zapping na TV, 50% da nossa felicidade é genética, ou seja, passada de pais para filhos, 10% circunstancial, depende de factores externos a nós, tudo o que nos rodeia e como isso nos afecta e uma grande fatia, 40% parte do nosso interior e está, por isso, depende unicamente da nossa vontade de sermos seres felizes, o poder para nos fazermos felizes está nas nossas mãos. Basta que me foque em descobrir o que me faz sentir bem comigo própria.

 

Achei o conceito um espectáculo, especialmente nestes dias que era mesmo o que precisava de ouvir isso, uma espécie de abre olhos. Afinal senão somos felizes é culpa nossa, falta de esforço e falta de gratidão por tudo o que temos e não soubemos aproveitar convenientemente.

 

Pronto agora que já sei que está nas minhas mãos, já sabia vá, só que uma pessoa, por vezes, tende a esquecer-se, vou concentrar todo o positivismo e energia necessária a potencializar a fonte da felicidade, que afinal sempre esteve em mim própria.

 

Estar viva por si só já é uma excelente razão. {#emotions_dlg.smile}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Revolucionária

por mandarina, em 24.04.14

Deixei de chamar quer quem que seja por "doutores", a não ser que sejam mesmo doutores (médicos) ou que saiba que andaram uma vida a tirar um doutoramento chamo as pessoas como elas devem ser chamadas, pelo nome. Sem merdas. Sem títulos da nobreza tuga.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do melhor em português...

por mandarina, em 23.04.14

...que se faz em Portugal no panorama musical (a meu ver claro)

 

O mais recente álbum dos Clã, após 3 anos ausentes, trazem-nos esta magnífica e poderosíssima "Corrente"

Difícil é escolher uma, mas gosto muito desta

 

E porque de baladas também se faz a história do panorama musical, este senhor canta, encanta e embala-nos com a sua voz doce.

E finalmente uma banda, HMB, que descobri por acaso, por paixão a esta música e que acho que foi uma excelente descoberta, o álbum é uma delícia.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos