Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Reincidência

por mandarina, em 22.11.11

Nos últimos tempos tenho a sensação que paira uma nuvem bem negra em cima da minha cabeça e que não está fácil livrar-me dela. Tudo parece virado do avesso, as aulas mais parecem um pesadelo do que outra coisa, as aulas que dou não estão a correr propriamente às mil maravilhas, os meus alunos trocam-me as voltas e digamos que eu não faço a mínima ideia do que seja ensinar efectivamente. Uma amiga disse-me, não exijas demasiado de ti nem te culpes por isso, e a verdade é que sem experiência só se eu tivesse um talento inapto é que me revelaria uma professora espectacular ao fim de duas aulas.

Posto isto, mais conflitos interiores, mais falta de energia, mais introspecções e etcs... digamos que não ando numa das melhores fases da minha vida. Quando se começa a duvidar de tudo é grave, mas mais grave é quando se duvida do porquê das coisas e o que espero delas. Odeio andar à deriva, normalmente acho sempre que dificilmente encontrarei a solução ou a tal luz ao fundo do túnel. Normalmente, é nestas fases que entro em ruptura e sinceramente não me posso dar ao luxo de quebrar agora, mas custa não ceder, já cedi outras vezes, felizmente estava num fim dum ciclo. Quebrei quando estava a acabar o meu Erasmus na Polónia, quebrei quando estava a pontos de sair de Shanghai, e agora não tendo como isto ser um fim de um ciclo, porque posso quebrar mas não me permito a desistir de nada, custa-me manter-me intacta. Enfim, é a tal nuvem negra a pairar em cima da minha cabeça, mas como já diz o ditado "nao há bem que sempre dure nem mal que sempre perdure".

Evasões. É disso que preciso ..."and everything is gone be ok"!!!Já agora de uma massagem também, os meus ombros estão todos tensos vai pra lá de uma semana. Da massagem sei que faz bem, mas também faz sofrer.

 

É a isto que chamam crescer não é? Aguenta, respira, inspira e expira ... repete o processo vezes sem conta.

 

A mesma amiga pediu-me para participar num dos seus projectos, devo escrever numa cartolina um sonho e depois pousar para a fotografia. Vejo ambas os pedidos complicados de executar, para a foto não ando numa das minhas melhores disposições para esboçar um espectacular e franco sorriso. Dos sonhos, andam perdidos nesta cabeça, eu sei tê-los mas andam meios perdidos, baralhados, camuflados no meio de tanto caos.

 

C´est la vie!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos