Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


verdades

por mandarina, em 21.03.12

Olhamos o mundo com os olhos que queremos olhar. Pura e simplesmente assim. Só acreditamos no que os outros nos dizem porque queremos, e quando há uma réstia de desconfiança a balança pesará para aquilo em que verdadeiramente queremos crer que seja a verdade, ainda que na maior parte das vezes seja mentira. Já ninguém tem vergonha de falar a mentir olhando nos olhos da outra pessoa. Hoje em dia, aceita-se a mentira tanto como se aceita a verdade. E normalmente opta-se pela perspectiva que nos favorece mais aos olhos das outras pessoas. Mente-se sem pudor.

Está em nós a livre decisão de acreditar ou não. Querer acreditar ou não.

Adoro observar certo tipo de comportamentos, também porque já ali passei, já estive na pele de quem recebe uma mentira, ou uma meia verdade e faz dela a sua verdade. Acreditar nela sabe bem, dá mais paz de espírito, ajuda-nos a viver mais felizes e a ilusão nunca foi uma má realidade, até ao momento que acabe é a realidade mais saborosa e mais inocente.

No outro dia, observava o playboy aqui da parada, como dizer, observava as suas técnicas de engate. Não era a única a observar o comportamento dele em plena acção, da caça a bem dizer. Rapaz vistoso, ar safado, ousado até mesmo destemido, estilo engatatão. E teve muita piada porque estávamos a olhar para ele, e ele estava a dar conversa da chacha a uma moça que se derretia toda, e ele falava, falava, e ela sorria, e ele sorria, e continua blablabla até que um colega que estava ao meu lado grita "hey C**** stop telling lies" e toda a gente partiu o caco a rir. Ele olhou para nós, fez um pirete e levou a donzela para fora dali, não fosse isso arruinar o conversé todo. Teve mesmo muita piada. Conclusão: foi em tom de brincadeira que o colega disse aquilo, mas a bem dizer disse a verdade. O moço lá estava a dar a volta à moça a contar isto e aquilo, a criar a tal imagem de bom samaritano e rapaz decente e bom menino. E ela, lá está, estava a gostar de ouvir e acreditar. Ainda que desconfiasse que ele não estava a falar a verdade. Só não desconfia quem é muito tola que este tipo de gajos topam-se a léguas.

Isto para dizer, que acreditamos no que nos convém. E a verdade ali à mão. Mas não, muitas das vezes somos mais felizes deixando-nos enganar, em vez de enxergar a verdade que normalmente equivale a uma bela bofetada que nos faz cair na real, e ups... afinal, andaram a mentir-me. Não andaram a mentir, quando muito tentaram criar uma imagem que não correspondia à verdadeira. E a ilusão é sempre mais apetitosa. As mulheres preferem os contos de fadas à realidade desprovida de encantos mil. Pois pior é quando cai a ficha. Aí é acordar para a vida, seguir com os olhos mais abertos, e aceitar que os outros contam as verdades deles, e que nem sempre isso corresponde à real verdade. Ainda assim, o que contam de si aos outros não deixa de ser verdade, depende é da perspectiva e dos factos conhecidos até ao momento.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos