Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Enxaqueca

por mandarina, em 05.03.12

Costumo pensar que bela vidinha levo, tão despreocupada, tão leve, tão simples, tão relaxada. Que ter por obrigação ir às aulas das 8h ao 12h não é coisa que me dê cabo da mioleira, custa levantar todos os dias às 7h mas acho que custa o mesmo que levantar-me todos os dias às 8h ou às 9h. As manhãs são algo de sagrado para mim, apesar de ter noção que o dia começado cedinho rende muito mais, mas eu sou mais da noite, gosto de me esticar sempre mais um bocadinho à noite. E, depois não funciona porque eu também sei que com menos de 8 horas de sono não faço nada em condições. Portanto. Posto isto tudo bem. 8 horas. ou 7 vá. Mas à custa de chatices e coisas que me perturbam seriamente não tenho dormido bem. Não tenho quase dormido sem sobressaltos. E isto assim não rende à custa de tanta enxaqueca que sinto. E sono acumulado. E não ver o sol há quase uma semana não ajuda, ainda que goste de chuva de vez em quando.

 

Adiante, dizia eu, levo uma vida tão sossegada, sem encargos por aí além, sem obrigações, sem fardos, não dependo absolutamente de ninguém a não ser de mim, não tenho de reportar a ninguém, é como uma colega disse no outro dia "suibian xuexi, suibian shangke, suibian he, suibian chi, suibian zou, suibian shuijiao, suibian gongzuo"  - isto trocado por miúdos significa algo como estudar, ir às aulas, beber, comer, ir, dormir, trabalhar à minha vontade e prejuízo... E não o diria melhor, é mesmo!

 

Pior quando fora esta vida tão pacífica sabes que há pessoas que tu amas e que estão a passar maus bocados e tu simplesmente te sentes uma inútil de mãos amarradas por não poder fazer absolutamente nada. E é uma merda, é uma nuvem negra que gostava de poder fazer dissipar e não sei como. Porque às vezes tenho a noção de ser mais forte, forte o suficiente para defender de gente baixa as pessoas que amo, mas vai-se a ver não sou, sou tão impotente como qualquer outra pessoa. E aqui fico com o meu nó na garganta e muita raiva contida que não me vale de nada a não ser para escrever este post, porque ajudar os meus não está ao meu alcance neste momento. Só posso desejar que a nuvem que se abateu sobre as suas cabeças se dissipe rápido e que as coisas melhorem, que eu estarei aqui a torcer para que a vida não seja tão madrasta para as pessoas que tem o coração bom e tão indulgente para aquelas que têm o coração inundado de ódio.

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Imagem de perfil

Rita a 05.03.2012

As melhoras da dor de cabeça!
Foi um post muito bonito e sincero, mostra que te preocupas com as pessoas mais próximas.
Imagem de perfil

mandarina a 05.03.2012

lol
é, tirando q partia a cara a certo tipo d pessoas p serem gente nojenta e mediocre!!!
Sem imagem de perfil

Sílvia a 05.03.2012

Pois é bem verdade, mas às vezes as coisas estão fora do nosso alcance e quase a única que podemos fazer é remoer na nossa cabeça...:s

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos