Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Ela

por mandarina, em 03.03.12

Ela é a pessoa que melhor me conhece, que me sabe julgar, que me sabe ouvir sem questionar quando é preciso, que me sabe chamar à razão quando é urgente. Ela é o meu oposto, a prova que pólos opostos se atraem. Ela é a única que me conhece de cor, que me sabe ler nas entrelinhas, que adivinha os meus estados de espírito sem palavras, que me lê nos olhos o estado do coração, que me conhece o feitio, com o qual aprendeu a lidar, que sabe desdramatizar os meus dramas, que sabe atenuar os meus exagerados fatalismos. Ela é água, eu azeite. Não nos misturamos, nem em carácter, nem em personalidade, nem em feitios, nem em amores, nem em valores. Ela é razão, eu sou toda coração. Ela é forte, eu uma manteiga derretida. Ela é reservada, eu sou transparente. Ela é paciente, eu urgente. Ela é constância, eu inscontante. Ela é pausada, eu sou um turbilhão. Ela é um vulcão, eu a erupção. Ela é misteriosa, eu previsível. Ela é determinada, eu hesitante. Ela é um rochedo, eu frágil.

 

Somos os opostos que se completam aos quais o tempo ajudou a limar as arestas para nos adequarmos uma à outra. Senão tivessemos crescido juntas não nos suportaríamos, senão tivessemos vivido tanta coisa, boa e má, juntas não seriamos amigas hoje, senão tivessemos ido ao limite juntas não nos respeitaríamos tanto como hoje. Ela é a mão invisível por detrás de mim. É uma parte do que sou, sou às custas dela, por causa dela.

 

Já quebrámos, já nos odiámos, já nos magoámos, já nos ferimos uma à outra, já nos batemos, já lambemos as feridas uma da outra. Já nos silenciámos. Já quase nos perdemos, não na distância, mas na falta de espaço, na medida em que passamos barreiras instransponíveis, já nos perdemos quando não soubemos como lidar com pessoas pelo meio. No meio que não existia e que provocou um verdadeiro terramoto, e deixou uma cratera que levou tempo a sarar, mas sarou e só nos fez ficar mais fortes e unidas. Já abdicámos da nossa amizade, eu quando julguei fazê-lo em prol de um bem maior, que era afinal um imenso nada. Ela quando me atacou de frente para provar que estava certa (e estava mesmo).

 

Ela sabe mais de mim que, às vezes, eu própria, e, ainda assim não me tenta defender das agruras da vida porque sabe que aprendemos mais por nós próprios. Ela não põe paninhos quentes quando não sente que o tem de fazer. Ela não questiona os meus momentos maus, já os sabe de cor, conhece o meu lado lunar. Ela manifesta-se no silêncio e chega sabê-la ali. Ela entende-me os estados da alma, o meu lado negro não a assusta, aprendeu a respeitá-lo, às custas de tanto conviver com ele. A minha obscuridade não é coisa que a inquiete, ela sabe dos meus pólos. Ela sabe-me por completo. No bem e no mal. Na alegria e na tristeza.

 

Ela é a irmã que nunca tive. Ela é a minha irmã que não tive porque a vida não me daria uma irmã tão à minha medida quanto ela. Ela é uma das minhas poucas certezas na vida. Ela é um para sempre na minha vida. É uma certeza que nunca vou perder. É a minha pessoa no mundo.

 

Ela não precisa que eu lhe diga isto, ela sabê-lo. Mas eu digo-vos que tê-la é uma benção. É um não à solidão para sempre. É um conforto maior para uma alma inquieta como a minha. Ela é, na perfeição, a minha alma gémea imperfeita. Assim como eu gosto dela. O meu oposto.

 

E já vivemos tanto juntas, que esta distÂncia é um empecilho menor. Viveremos mais decerto. Coisas boas e más, sempre com a certeza que podemos não ter mais ninguém mas que enquanto nos tivermos uma à outra temos tudo. E isso é só o maior bem do mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


6 comentários

Imagem de perfil

Rita a 03.03.2012

Um post muito bonito e sincero. Uma homenagem à tua melhor amiga! :)
Sem imagem de perfil

pai a 03.03.2012

nao sei quem é mas tambem gosto muito d'ela e que orgulho ela deve sentir.
beijinhos às duas
Imagem de perfil

mandarina a 04.03.2012

sabes pois. uma vez disseste-lhe q ela era muito bonita e que se fosses mais novo ahaha
Beijo Pai (E bom fim de semana)
Sem imagem de perfil

Sílvia a 04.03.2012

Deixaste-me sem palavras mesmo:) Mas conseguiste mesmo verbalizar tudo o que senti/sentimos e fico muito contente por vermos as coisas da mesma forma:) Apesar de tudo o que passou e da distância física presente, vamos continuar a ser sempre as melhores amigas :D Sinto tantas saudades tuas e tanto a tua falta
:(
Obrigada, está muito bonito mesmo :D
Sem imagem de perfil

Ana a 05.03.2012

:-)
e raro ver amizades como a vossa :-) lindo mesmo :-)
fez me muito feliz ler o teu post :-) dizem que "the distance only makes the heart grow founder " e eu acho que se confirma, se não na maioria dos casos, pelo menos nas relações mais fortes, como e o caso :)

tenho muitas saudades das duas, um grande abraço :) beijinhos amigas lindas

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos