Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Excerto

por mandarina, em 29.02.12

Eu sei que os meus posts giram, invariavelmente, à volta do mesmo, a minha vidinha de estudante. Pois interessante ou não, a minha vida é isto. Aulas, tpcs, intervalos, professores, colegas de turma, caracteres, exames, estudo, e claro, reality check do quotidiano de uma estudante internacional a viver numa China a sério. Podem achar uma seca muito do que escrevo, porque dificilmente se identificarão com os meus posts (a não ser que também estudem na China) e, porque o que faz dum blog um blog apetecível e visitado é isso, a identificação e empatia que o autor do blog suscita nos leitores, então, por aí, amiguinhos, tenho um blog mesmo chatinho. Olhem que vos hei-de dizer a não ser, este é o pão meu de cada dia.

 

E se correm por aqui muitas queixas e posts "tirem-me daqui que é só gente doida" (chineses, mostly) uma coisa é certa, são momentos e reflexões que vale a pena partilhar porque, ao que parece, a julgar pelas notícias nacionais e internacionais, este país está a dois passos de se tornar a maior potência mundial e, não querendo abordar questões culturais à lupa, muito do que escrevo deixa perceber como eles raciocinam, como eles se comportam e agem, qual a postura deles perante os estrangeiros, qual a sua atitude perante o mundo exterior que, para muitos, é somente uma utopia, democracia e liberdade de expressão é fantasia das nossas cabeças; e regra geral, curiosidade e/ou medo pelo desconhecido, e uma bose dose de egocentrismo, por alguma coisa, China, 中国 (zhongguo) significa Reino do Meio.

 

Não tenho a mínima presunção de afirmar por A mais B que é assim e não de outro modo, aliás estes são só os meus pontos de vista, ainda que partilhados com muitos outros como eu, estrangeiros numa terra estranha. Ainda que sejam pontos de vista entre milhões de outros, é a perspectiva pessoal que gosto de partilhar convosco por saber que, a uns dirá muito, aos que tal como eu vivem aqui, e a outros é uma janela a um modo de viver e pensar totalmente diferente do nosso, e que, às vezes, choca por nos parecer errado, mas que para eles só faz sentido ser assim. Lá está, a cultura é um campo tão vasto quão vasta é a nossa incapacidade de entender todas as diferentes maneiras de pensar e agir - daí os choques culturais, que, às vezes, mais parecem verdadeiras descargas eléctricas.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos