Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Que belas figuras no ginásio

por mandarina, em 27.10.11

Das coisas que me tiram do sério e me fazem sentir uma enorme repulsa é a falta de compostura de certos individuos com a sua nudez,  e, não eu não sou de todo uma pessoa picuinhas com estas questões. Bom enfim a questão é única e somente esta: frequento o ginásio da Universidade, não é nada de por aí além, acho o sitio um pouco sujo até, os equipamentos também não são espectacularmente modernos ou novos mas vão servindo para uma pessoa se ir mexendo, e eu bem preciso com o Inverno à porta. Bom até aqui tudo bem, o staff é simpático, não ajudam mas também não chateiam, tipo como aqueles instrutores que parece que te estão sempre a pôr defeitos porque pões a perna assim ou assado.

As pessoas que frequentam um ginásio são tanto internacionais como chineses, há de tudo, até aqui tudo bem também, acho bem que haja esta mistura interessante de nacionalidades no ginásio.

Agora meus amigos, o que realmente me tira do sério, é a seguinte situação: os moços acham piada, aqueles que pronto investem no corpinho tipo do género todos os dias a levantar pesos, e a suar e a pingar, pronto, aqueles que se gostam de exibir, mas estes ditos cujos acham o máximo andar sem t-shirt na porcaria do ginásio a andar a exibir os seus belos peitorais. E eu não acho normal, e digo isto de um chinês ou de um inglês, mas que m***a de à-vontade é este que os faz achar-se no direito de andar para ali, um espaço público, semi-nús e todos suados, todos pegajosos.

Tudo bem que tenham calor, mas eu também tenho e, nem por isso, ando toda descomposta no ginásio.

Tudo bem que se queiram exibir mas nunca ouviram dizer "less is more", é que desculpem lá eu não sou obrigada a ter de tar a ver-vos passar à minha frente como se tivessemos todos numa boa na praia. Sinceramente, podem achar-me conservadora, picuinhas etc, não se trata de nada disso, trata-se de ter maneiras, de saber estar em público e de não impor aos outros a vossa maneira cómoda de estar, é que não estão propriamente na vossa sala de estar a fazer exercício, estão num espaço público onde outras pessoas têm de levar com a vossa espectacular semi-nudez.

E para piorar a situação, sim porque eu desconfio que não haja nenhum tipo de restrição por parte do ginásio quanto à indumentária ou falta dela. Mas aconteceu-me esta situação que teria piada senão se tivesse passado comigo. Então estava eu descansadinha no meu canto a correr na passadeira, quando vejo que o moço chinês ao meu lado gesticulava muito para os meus lados, queria chamar a minha atenção, obrigou-me a tirar os phones dos ouvidos, tirei, perguntou-me de chapa :"are you american?", e sim ele tava de tronco nú para "embelezar" todo este cenário, ao que eu respondi "não sou, sou portuguesa", isto em chinês, e ele "can you speak chinese?" e eu "não" ao que ele fica intrigado, "tão mas se ela me tem respondido sempre em chinês e percebe as minhas perguntas é porque sabe", deve ter ele pensado para si, e então volta à carga "are you american?" e eu porra para o raio da conversa "no, I not, I´m portuguese" mas como ele não sabe nem sonha o que seja ser "portuguese ou vá 葡萄牙人 (putaoyaren) deixou pura e simplesmente de me incomodar porque enquanto pensava eu aproveitei para sacar dos meus phones e continuar a correr. De qualquer maneira, ele deve ter entendido que faz mal correr e falar ao mesmo tempo!!!

 

Abordagem falhada caro amigo: tem sempre em conta que obrigares uma pessoa a fazer algo que não quer (neste caso parar o que estava a fazer, correr e ouvir música) e ainda para mais tu continuas a correr a 100 à hora a provar, sim eu sou bom e forte, olha para estes músculos todos, e a pingar feito um ... (sei lá) enquanto me avalias logo pela cara e me rotulas imediatamente de americana porque não te ocorre nenhuma outra nacionalidade é simplesmente meio caminho para a abordagem sair uma grande borrada.

 

Juro que um dia destes, quando o meu nível de chinês mo permitir, chego ao pé dos tais engrançadinhos que insistem em despedir-se todos (vi um a correr na passadeira e a despir-se ao mesmo tempo) lhes digo "veste a porra da t-shirt, que não tás em casa", assim curto e grosso.

 

Fico de mau-humor com o excesso de à-vontade destes tipos que se acham e só se querem exibir.

 

再见

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos