Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Indiferença humana

por mandarina, em 21.10.11

Hoje não posso deixar passar ao lado esta notícia que correu o mundo e que chocou pela crueldade, pela frieza e, principalmente, pela indiferença humana tão visível que gera revolta, terror e incredulidade com as seguintes imagens: http://www.bbc.co.uk/news/world-asia-pacific-15398332 

 

Logo quando soube desta notícia senti que não conseguiria ver estas imagens, mas hoje, sabendo da morte da menina chinesa de 2 anos, que foi desumanamente atropelada duas vezes e que foi ignorada por 18 chineses que ficaram indiferentes ao que se estava a passar com ela, não pude deixar de me "obrigar" a ver para não deixar de sentir o que é a falta de humanidade na China. Este é, sem dúvida, um exemplo extremo, mas variadas vezes não pude deixar de perceber que os chineses tem um sentido muito particular de estar perante a vida humana alheia e, posso mesmo dizer que, no geral, há uma total ausência de compaixão e assistência a pessoas em situação de risco/emergência.

 

É desumano o que se fez a esta menina, nenhuma cultura ou pessoa por mais fria que seja, ou por mais indiferente que o "outro" lhe seja pode conceber como algo normal a falta de reacção numa situação destas. 

E não, não é normal, que alguém que assista a um episódio destes não sinta urgência de a socorrer nem um pingo de piedade. Esta indiferença humana choca, principalmente por se tratar de uma criança, um ser humano indefeso sem capacidade nem consciência para sequer tentar reagir perante o que passa com ela.

 

É uma brutalidade e é uma pena que, por mais que os chineses sejam imensos (sim, são mesmo muitos) e que tenham outra noção do valor da vida, não sintam que uma vida humana é algo único e não uma banalidade, e que o sofrimento (imagine-se o que a pobre criança não tenha agonizado) de uma criança não suscite absolutamente nada para além de espanto e curiosidade.

 

O coração ficou tão apertado a ver estas imagens, mas é necessário ver, e, ainda que não vivesse na China, chocar-me-ia de igual modo, mas vivendo, sinto que isto não só não é desculpável de modo algum como também é um abre-olhos à insignificância que a vida alheia assume aos olhos deles.

 

A China, once again, a ser notícia pelas piores razões.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos