Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Aprendamos com as crianças

por mandarina, em 25.04.12

Temos muito a aprender com as crianças, são sinceros, não andam com rodeios e sempre vão directos ao ponto e não se escondem atrás de máscaras. Isso é coisa de adultos. Às vezes são tão sinceros que até dói, mas fossemos todos assim e sinceramente evitavam-se muitos mal entendidos, não devíamos ser tão politicamente correctos, antes fossemos como as crianças, a verdade a todo o custo, doa a quem doer. 

 

Mas aprendamos também com eles na medida em que eles sabem olhar com olhos de ver. Olham o que é novidade com uns olhinhos bilhantes de pequenos génios como se lhes tivesse a contar o segredo mais bonito do mundo e lhes tivessem dado a chave para a descoberta do tesouro do Ali Babá.

Uma das crianças a quem ensino disse à mãe que por sua vez disse ao meu patrão, que me passou a mensagem "ela disse à mãe que quer começar a ver filmes em inglês". E isto seria a coisa mais banal do mundo se a criança em questão não soubesse mais do que 20 ou 30 palavras em inglês.

 

Não sei se é uma boa lição para vocês, é para mim pelo menos, faz-me questionar o meu interesse pela língua, pelo mandarim, e perguntar-me a mim própria para onde fugiu a minha vontade de descobrir e de explorar novos mundos com a mesma paixão e sentido de aventura que tinha quando era criança e começava a estudar algo novo.

 

Tenho mais a aprender com eles, do que eles comigo, eça é que esa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Faço anos e nem sabia

por mandarina, em 24.04.12

A verdade é: Deus muitas vezes não nos tira as pessoas do caminho. Deus apenas nos livra delas.

daqui

{também eu cada vez mais estou convencida disso}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Idiotice do dia #18

por mandarina, em 23.04.12

Sabes que o que estás a estudar é de loucos quando além de não reconheceres nenhum caracter e ainda pensares "porra que quem inventou isto tinha uma imaginação do caneco", ainda aprendes com as traduções de chinês para inglês palavras novas, em inglês. E melhor ainda quando nem o significado das palavras em inglês sabes e tens de recorrer ao oxford para elucidares a tua mente já de toda perdida e baralhada.

 

Porra que isto é mesmo chinês. Bom para pessoas que tenham boa memória visual e capacidade de relacionar* ideias a imagens facilmente (que não é o meu caso :()

 

*e com isto o meu português tá cada vez pior é caso para dizer 我的葡语越来越差 (wǒ de pú yǔ shì yuè lái yuè chà), já nem consigo encontrar palavras certas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

só mais um

por mandarina, em 23.04.12

E já só falta um. 4 já foram, só fica a faltar o de amanhã para poder dizer bye bye exames até Junho. Até agora tem corrido razoavelmente bem, mas prognósticos só no final do campeonato.

 

Quando se voltar a falar de exames neste blog quererá dizer duas coisas, estarei a poucos dias de voltar a casa, Portugali, e de acabar assim o meu primeiro ano de curso de língua, querendo isso dizer que será um adeus à Huazhong daxue (univ.) e a Wuhan (ou não, ou não, sabe-se lá!)

 

Mas antes disso tudo, falta um, o mais chato e mais difícil mas vá é um último esforço que logo se acaba esta ralação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pensamentos aleatórios #23

por mandarina, em 22.04.12

O bom das pessoas individualistas reside na sua força quase indestrutível, bastam-se a si próprios, não quebram onde os outros quebram fácil fácil.

O mau reside justamente nessa força, na incapacidade de se entregarem de corpo e alma, nem eles nunca atingem esse estado maior, nem nunca deixarão os outros, na sua companhia, atingi-lo. O bom (quase) sempre vira mau, mas do mau nunca nenhum bom advirá.

 

Now you're just somebody that I used to know

Autoria e outros dados (tags, etc)

banda sonora de estudo

por mandarina, em 22.04.12

Esta a acompanhar o meu infinito estudo, a noite adivinha-se longa mas esta melodia apazigua qualquer inquitação e nervoso miudinho!

Piano «Clair de la Lune» by Claude Debussy
 
Bom Domingo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ausência justificada

por mandarina, em 22.04.12

A verdade também é: amanhã tenho dois exames, um às 10h e outro às 2h30 por isso digamos que estou assim muito pro ocupada a estudar.

Vamos ver como corre, não me sinto espectacularmente preparada que o tempo parece sempre que se evapora rápido demais perante tanta matéria.

Mas bom força, jiayou, vamos lá pessoal, e terça de manhã o último, à tarde já poderei dizer: estou livre. Que é uma seca estar trancada no quarto a stressar, dormir pouco, e endoidecer com tantos caracteres em redor.

 

jiayou (força) também para a Rita

Autoria e outros dados (tags, etc)

não morri, nem fugi (ainda)

por mandarina, em 22.04.12

Só para dizer que estou de volta. Lembram-se do meu último post sobre macumbas, pois é. 6ta deixei de ter internet e até agora não consegui aceder ao blog pelo que perdonai-me a ausÊncia mas o senhor blogs sapo não está a funcionar por estes lados, resta saber se é culpa do novo sistema de internet ou se é o sapo que está com falhas.

 

p.s.: estou a publicar este post por atalhos não convencionais e até aqui chegar foi um quebra-cabeças :@

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pensamento do dia

por mandarina, em 19.04.12

Só quero dizer que a alminha que me lançou uma macumba, a mim ou ao meu quarto, está de Parabéns, a macumba surtiu efeitos.

Primeiro fiquei sem luz no quarto, o que entretanto, mesmo sem saber qual era o problema se acabou por resolver porque como diz o staff meiyou wenti (não há problema). Ò filhos, agora que tenho não há mas antes houve e saberem-me explicar ou pelo menos tentarem não era de mestre não!? Eu a pensar que tinha passado os limites da electricidade, mas nunca acreditei muito nisso também.(Electricidade e água é à borlix para bolseiros mas tem limite)

Mas bom, problema nº2 fora do meu quarto encontrei agora a voltar um pequeno lago e dentro do quarto perto da casa de banho tudo inundado de água que está a sair sabe-se lá de onde.

 

Ai que construções de mestre, um ediíficio com 2 ou 3 anos tem rachas, inundações, tectos a cair, etc...assim sim vai durar muito tempo, vai, vai!

 

Hum, primeiro luz agora água, e a seguir vai ser o quê? tenho cá pra mim que hoje não vou ligar o pc à corrente que esta macumba foi forte.

Já dizia Cervantes "yo no creo en brujas pero que las hay, las hay!"

 

P.s.: só espero que isto queira dizer que amanhã me vai acontecer uma coisa muito, muito, mas muito boa para compensar estes azares domésticos todos num só dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

citação para a vida

por mandarina, em 18.04.12

 

Be less curious about people and more curious about ideas

Marie Curie


{pausa no estudo senão tenho um ataque de insanidade} 

Nos dias que correm temos todos de dar graças ao fb por manter-nos informados! (isso ou amaldiçoá-lo de vez e rezar que inventem um vírus e dêem cabo daquela m*rda de uma vez por todas por toda a eternidade.) Não tenho nada contra o fb, aliás uso e abuso, mais do que me orgulho, e o fb é inofensivo se lhe soubermos dar o uso e valor adequado, que é o que a maioria das pessoas não sabe fazer, expõe-se a torto e a direito, expõe os outros, mesmo aqueles que não querem ser expostos, e há quem viva mesmo em função do fb, das fofocas, das partilhas, das fotos, dos comentários, em resumo, vivem em função do que os outros partilham da sua vida num espaço virtual, que é só mesmo isso, um espaço virtual que, desenganem-se, não é a vida real, aquela que só acontece no contacto físico com os outros. Mas bom, cada um é como cada qual.

 

Com pesar (not), a minha veia cusca é diminuída é que a minha cusquice não ultrapassa os limites das minhas amizades mais próximas, a vida dos outros é isso mesmo, dos outros e não alimento vontade de saber isto, aquilo do que se passa com o mundinho todo que conheço. Das pessoas mais próximas, que são as únicas realmente que me interessam, as que estimo, pelas quais me interesso e me preocupo, me alegro e entristeço, dessas sim, faço por saber, não pela cusquice, mas porque as suas vidas tocam a minha em algum ponto, enriquecem-na e preenchem-na. Então eu pergunto, não é isso que faz mais sentido? que saibamos da vida de quem queremos bem e não do restante meio mundo de quem raramente nos lembramos e que raramente se lembram de nós a não ser pelas news feed do fb? 

 

É triste saber da vida dos outros, dos que ainda nos interessam ou interessavam, via fb. É meio caminho andado para perder o interesse, se é que ainda havia algum. Boas surpresas virtuais são tão ou menos interessantes que as que vêm nos ovos kinder, é que no ovo kinder pelo menos, antes da surpresa, ainda tenho direito a chocolate e do bom!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos