Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Quedas

por mandarina, em 19.12.11

E quando se comete duas vezes o mesmo erro, e se espera, sinceramente, que não se cometa o mesmo erro pela terceira vez; pelo menos as hipóteses disso acontecerem novamente este ano são quase nulas, mas nunca se sabe (ironicamente falando)!

Sinceramente não acho que cometa o mesmo erro por burrice, cometo-o por ingenuidade quiça, mas a ingenuidade é como a virgindade, uma vez perdida não volta mais, e métodos falsos não contam, LoL! Bom, tendo em conta, que sei onde erro, sei porquê, e que a ingenuidade já me vai escasseando, se voltar a acontecer é porque o erro não é pensado, é-me espontâneo.

E está, nesta altura, quem estiver a ler isto a pensar, mas ela está a falar de quê mesmo? Pois é simples, da estúpida rotina do erro, caímos, perdemos, falhamos, sabemos que erramos, e mesmo assim erramos novamente. Mas se sabemos que erramos logo o normal seria aprender e não voltar a cometer o mesmo erro duas vezes, porque, uma vez que sabemos o porquê do erro (a causa), naturalmente, saberemos como evitar errar outra vez. Mas eu, não sei se por deslizo ou inconsciência, tendo a cometer os mesmos erros vezes sem conta. Logo, se erro, sei que erro, sei porque erro, então há algo está a bater mal. Mas não está, é o que se chama imaturidade, os meus 24 anos ainda não me chegam para tudo aquilo que desejo enxergar e que, por isso, ainda, não atinjo e, daí o erro.

E quem disse que quando se cai só se cai uma vez, pois, mentira. Caimos infinitas vezes até que chega uma altura que nos começamos a saber como nos desviar das constantes e mais que prováveis quedas. Eu ainda estou na fase de cair, levantar, tal e qual um bébé que está a aprender a andar, cai e levanta-se para logo em seguida voltar a cair, até que, um dia, não cai mais e nesse dia, manter-se-á firme sob os seus próprios pés e aí ganha aquilo que muitos de nós ansiamos alcançar na vida (vá falo por mim), equilibrio.

É aquilo que anseio alcançar com tantas ganas, com tanta vontade, desejo tanto que até se me tolda a razão. Pois, agora caio, levanto-me, magoo-e, volto a levantar-me, para logo em seguida cair, com menos vontade, porque uma pessoa começa a ficar arreliada com tanta queda. Um dia, tal e qual o bébé que já sabe andar pelo próprio pé, também eu saberei não cair e alcançarei aquilo que almejo com tanta veemência: o meu equilibrio na vida.

 

Não faz sentido? Para mim faz e muito, se calhar até demais.

 

The only courage that matters is the kind that gets you from one moment to the next.
Mignon McLaughlin

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Imagem de perfil

De Rita a 20.12.2011 às 06:41

E quando sabemos que estamos prestes a cair, a dar um grande trambolhão, e mesmo assim continuamos? É burrice, não? :(
Imagem de perfil

De mandarina a 21.12.2011 às 08:24

AHAH depende linda, depende se achamos realmente que vale a pena cair ou não...há quedas que valem a pena, outras nem tanto;-)
Imagem de perfil

De Rita a 22.12.2011 às 10:36


E como aber se valerá a pena? :(
Imagem de perfil

De mandarina a 22.12.2011 às 11:49

Já dizia Pessoa "tudo vale a pena quando a alma não é pequena", e a tua não é certamente :)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 27.12.2011 às 19:58


E vai crescer, vai ser madura e vai continuar a cometer erros, cair...não fossemos seres humanos.


Beijinho

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos