Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Universo

por mandarina, em 29.10.12

Há dias assim em que só me apetece escrever, hoje é um desses dias, também por ter mais tempo para me dedicar a este hobby que tanto prazer me dá.

E hoje porque tenho tempo para respirar, para pensar, para parar um pouquinho, para ter os meus momentos introspectivos dei comigo, e também porque me deparei com a curiosidade de algumas pessoas a meu respeito, a pensar em como a vida é curiosa.

 

Quando estamos dentro das situações muito dificilmente conseguimos avaliar as pessoas, as suas atitudes, a sua preocupação com o outro, o seu altruísmo, no fundo, o seu comportamento face ao momento em que comunicamos, convivemos, coabitamos, vivemos e respiramos do mesmo ar. Não temos filtros para ver realmente como as pessoas são, como verdadeiramente são, até ao seu âmago. Hoje ao olhar para trás é tão fácil analisar tudo, e tirar as elações mais exactas de certos comportamentos que na altura relevei, por tontice e não só.

 

Isto para dizer, e porque sim, eu falo por enigmas, que as coisas que me tocam positiva ou negativamente e que deixam marca só a mim me dizem respeito, e a poucos mais e, não querendo fazer disso assunto de blogue, a verdade é que a conclusão que hoje retiro do que vivi, do bom e do mau, é somente uma. Por mais voltas que a vida dê, eu sei quem não voltaria a querer ter na minha vida, pessoas que em vez de verem em ti o lado positivo preferiam apontar o dedo ao negativo, pessoas que, a pensar que te faziam bem realçando o negativo, faziam era deitar -te ainda mais abaixo.

E o que há por aí de pessoas assim, essas, meus amigos, quero ver pelas costas, e nunca mais nunca mais deixar chegar perto. Porque, à partida, de alguém que se acha muito boa pessoa é desconfiar sempre, que quem mais apregoa o seu peixe é seguramente quem menos valor tem.

 

Já outras pessoas, aquelas que te aquecem o coração só com a sua presença, que irradiam tanta energia boa, que te fazem sentir mais leve, mais bonita, mais natural, mais positiva, mais inteligente, mais importante do que realmente és, essas são as verdadeiras que interessam (senão as únicas), aquelas que adicionam valor à tua vida, aquelas que te dói não ter por perto, que te fazem querer que o universo dê as voltas que tenha de dar mas que tas traga para bem perto. Essas tu rezas convictamente, mesmo não sabendo rezar, até ao dia que te fartes das rezas e optes mesmo por puxar os cordelinhos quando vês que o universo anda demasiado ocupado e preguiçoso para te as trazer de volta. É que, acredito mesmo, que se nunca fizeres nada talvez um dia olhes para trás e chegues à triste conclusão que não foi o universo que foi injusto, mas tu é que não lutaste pelo que querias. Não sei se podemos deixar a nossa vida à mercê do todo poderoso.

 

Eu ainda estou crente no poder do destino, até ao dia que me fartar e decidir fazer alguma coisa mais louca mas decididamente menos passiva.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Rita a 29.10.2012 às 17:54

Uma Mandarina bem madurinha! :)
Sem imagem de perfil

De Cristina a 30.10.2012 às 15:42

Que belo auto retrato, Mandarina!
Gosto muito de sua energia, revela uma garota forte. Uma Amandita que faz seu próprio destino!
Um abraço.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos