Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Recortes

por mandarina, em 11.12.11

A dona desta "mandarina" não anda minimamente inspirada, aliás anda mesmo é completamente "des"inspirada. Fico estarrecida com a capacidade de destruição que encerramos em nós mesmos, e com a capacidade que temos de nos magoar propositadamente uns aos outros. Os outros magoam-nos por serem quem são, fiéis a si próprios, e por não fazerem ideia que piedade é o sentimento mais desolador do mundo.

 

Pelo menos sei que, se as pessoas ainda tem capacidade de me magoar é porque ainda tenho coração, julgava-o moribundo, afinal estava só a hibernar, o sacana. Podes voltar a hibernar por mais uns tempos, eu deixo e agradeço-te "do fundo do coração"!

 

Hoje à falta de inspiração, vou andar a fazer de ladra e vou fazer copy paste, que ela (a inspiração) não avisou quando iria voltar e eu não queria que este blog hibernasse. Recortes:

 

primeiro:

É mesmo este video sobre Portugal

Ò triste fado, fado triste, que triste é o teu fado, Portugal. Abandonam-te os jovens, abandonam-te os teus filhos, abandonam-te ao desespero, à tua sempre querida sina, país de melancolia, do sol e do mar, fizeste teus filhos marinheiros, ensinaste-los a partir mas foste cruel porque não os ensinaste a esquecer-te.

 

segundo:

As coisas que se partem-sejam ossos, corações ou promessas-podem voltar a ficar juntas, mas nunca mais ficar inteiras. Lido num blog alheio, sentido e cientificamente provado pela própria (euzinha)

 

terceiro:

 

Eu quero dar
Eu quero dar
Eu quero dar
E receber
E receber
E receber
Fazer, fazer
Me refazer fazendo amor
Sem machucar seu coração
Sem me envolver...(2x)

 

Mas se você se apaixonar
Me quiser numa total
Vai ter que ficar comigo
Coladinho a meu umbigo
De maneira visceral
Vou expor minhas entranhas
Lhe darei muito prazer
E bem prazerosamente
Vou abrir mão dos meus sonhos
Prá viver só com você..."

letra de Dar e Receber de Martinho da Vila c/ Kátia Guerreiro - fado com sabor meloso a ouvir aqui

 

Dar e Receber, aí é que está a sabedoria, é maravilhoso dar, mas dar sem receber é só um dos maiores amargos de boca! Por isso, dar sem receber - NÃO

 

quarto:

Texto roubado daqui

Uma das melhores coisas da vida é saber que nome dar às coisas. Talvez a melhor coisa da vida é saber o nome que se dá às esperas. Segundos, minutos, dias, semanas, meses, anos, décadas. Tendo um nome o intervalo, você sabe em quanto tempo vai chegar. E saber acalma, conforta. Pode ser o macarrão instantâneo, pode ser a entrega daquela encomenda, as próximas férias, o tocar do aguardado telefonema. Três minutos, cinco dias úteis, quatro meses, duas horas e meia, não importa, tem um nome o espaço de tempo, tem um nome o prazo, então você sabe que vai chegar. Mas e quando você espera pelo amor, pela chegada ou pela volta, mas espera pelo amor?

 

and last but not least:

Patience is bitter, but its fruit is sweet.

Jean-Jacques Rousseau

 

Haveria mais uns quinhentos outros recortes mas por hoje são só estes. Encerram todos mensagens que me dizem muito!

E porque é quase Natal - Boas Festas, santas e felizes!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Rita a 11.12.2011 às 17:05


Gosto particularmente dos 2.º, 3.º  e 5.º. :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos