Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Elogio

por mandarina, em 08.12.11

Hoje na vinda para casa depois de mais uma aula de Business English, da qual estou super contente por finalmente sinto que captei aquelas antenas chinesas todas e estavam todos excitados. Se tivesse de me dar nota, dava-me no minimo um 90%! clap clap para mim portanto:) Isto vai ser um desafio duro de roer, mas estou cá para ele e vou ganhar o desafio, ah se vou.

 

Mas ora então, ia dizendo, vinha a pensar com os meus botões no regresso à residência que aquela do "se eu não gostar de mim, quem gostará?" é uma das melhores frases para levantar a auto-estima. E porque, de vez em quando, (quase) toda a gente, mulherio principalmente, se vê com a auto-estima jogada à sarjeita (eu inclusive, infelizmente) então lembrei-me porque hoje seria um bom dia para escrever um elogio a mim própria. Pronto, já estão novamente a pensar que me esqueci de tomar os comprimidos, nada disso! Isto porque este exercício é espectacular quando a vossa auto-estima anda pelas ruas da amargura, perdida, esfarrapada, e inconsolável. A minha não anda, mas não faz mal exaltá-la de vez em quando.

 

Este exercício é espectacular, e funciona às mil maravilhas, chego mesmo a pensar que sou a mulher mais espectacular do mundo e fico mesmo convencida disso durante algum tempo. Vá que isto seja só um exercício e este deve ser, só, o climax da coisa.

Então o exercício consiste em, não pôr defeitos nos outros e no mundo, mas em salientar tudo o que gostamos em nós próprias. Bom, se me permitem, vou mesmo passar ao meu próprio elogio, e sempre que a minha auto-estima se vergar às amarguras da vida venho cá ler este post.

 

Começo logo com o que se destaca em mim, ou seja, pelo que os olhos vêem, é sempre bom dizermos o que em nós nos faz sentir bem e bonitas. Então em mim, gosto da brancura do meu sorriso, gosto dos meus olhos côr de amêndoa, gosto da cor e textura do meu cabelo (mesmo quando ele insiste em cair feito as folhas do Outono) e gosto de acordar sempre penteada, posso mesmo sair de casa tal e qual como acordo:) gosto do meu corpo, quando se aprende a ver os pontos bons aprende-se a dar valor ao que se tem, até da minha altura já aprendi a gostar, ok, este aspecto demorou uns tempos a limar, mas, agora sim, posso dizer que gosto. Gosto de mim fisicamente, mais do que nunca, pequena mas cheia de formas sexys, que convém não descuidar!

 

Depois de pensares no que gostas em ti fisicamente vem a parte mais desafiante da coisa, o que realmente adoras em ti enquanto pessoa e aqui convém deixares a modéstia de lado. Sempre fiquei estupefacta com certas pessoas que se gabavam de ser assim ou assado, pois olha essas pessoas, quando não passarem dos limites e não forem só garganta, tem o meu total apoio, não é uma questão de se gabarem, é antes uma questão de se valorizarem enquanto pessoas.

 

Pois então vinha eu a pensar no que realmente me faz gostar de ser quem sou, e veio-me logo à mente: gosto de mim no conjunto. Sou uma pessoa equilibrada, racional, sentimental, amiga, sincera, honesta, dedicada aos meus, atenciosa, presente como amiga, filha, amante. Sou independente para o bem ou para o mal, não dependo de mais ninguém desde que acabei o meu Mestrado, e independente enquanto pessoa para tomar as minhas próprias decisões desde que tenho 16 anos. Sou uma mulher crescidinha, sou dona do meu nariz, e tenho imenso orgulho de o ser. Vim parar ao fim do mundo da China, nem todos os dias são rosas, mas não me queixo nem me vitimizo, nem quebrarei (espero), adoro a força do meu caractér e considero-me uma pessoa resiliente. Adoro os meus amigos, já sei que nunca me vão faltar, poucos mas bons (aliás de ouro) e quero ser para eles o que eles são para mim, constante e sempre presente. Tenho noção que sou boa amiga, esforço-me por isso, mas disso melhor eles para falarem.

Sou uma pessoa bastante discreta e privada, mas também sei estar com os outros, acho-me divertida, interessante, inteligente, energética, sarcástica (no bom sentido) e com um excelente sentido de humor (negro por vezes). Gosto da mim e da minha privacidade e intimidade. Muitas vezes isso implica solidão mas eu lido bem com ela, não tenho medo dela, ela dá-me maturidade e sobriedade, dá-me intensidade e saber.

 

Gosto de mim, cada vez mais, cada vez mais madura, mais capaz, mais multidisciplinar, cada vez mais forte. E, sem dúvida, cada vez mais mulher.

E adoro a mulher que há em mim. Um dia ela será a mulher perfeita, a mulher dos meus sonhos. Por tudo isto, e por mais alguma coisa -> Adoro-me!

 

 

Sou bonita por dentro e por fora! Ter consciência disso é, somente, a melhor do mundo. N'est ce pas? que " Se eu não gostar de mim, quem gostará?".

 

 nota: e não, não ando a ler livros de auto-ajuda, nem penso vir a ler. Tão pra quê!? quando virar-mo-nos para nós mesmas leva 2 segundos e revitaliza corpo e alma (e nem sequer é preciso beber Red Bull)!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Imagem de perfil

Rita a 08.12.2011


Clap Clap, faço eu! :) Para já, pela aula! Bem disse que ia ser interessante!! :) Eles querem é interactividade, conversa, falar de marcas e objectos caros, lol... A sério! Continua assim!

Clap clap, de novo, mas para a outra parte do post. Quem me dera ser assim, confiante e conseguir discernir e falar de mim de forma tão honesta, frontal e desassombrada, sem preconceitos nem vaidade... E é com momentos menos positivos que crescemos, para depois valorizar ainda mais os bons! :)

Parabéns! Gostas de ti. Também gosto. :)
Sem imagem de perfil

Ana Gomes a 08.12.2011

concordo com a Rita, tambem gosto! :-)
e quem me dera pensar assim tambem! :-o
clap clap :-)
Sem imagem de perfil

pai a 08.12.2011

para responder à tua ultima frase diria  eu mas melhor diria
que  és uma mulher inteira.
gros bisous ma beauté
Imagem de perfil

mandarina a 10.12.2011

Obrigada aos 3:)´
É bom saber que gostam de mim, eu também vos adoro:D
e Obrigada por continuarem a ler as minhas parvoíces:P

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos