Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


bofetada

por mandarina, em 07.06.12

Há dias que não sabes porquê mas que te sentes noutra dimensão. Numa dimensão exterior à tua. Hoje foi um dia desses, parece que levei uma bofetada tão forte que me fez sair da minha própria órbita e me faz cair em mim e passar em revista a minha própria vida. Tudo começou pelo sonho que tive durante a noite passada, sonhei com tudo o que aconteceu quase de forma idêntica ao que tinha acabado de viver. Numa espécie de análise imparcial e externa a mim própria. Algo muito estranho. Sonhar com as horas que vivi antes é coisa que não creio alguma vez ter vivenciado. Depois ia no autocarro para o jardim-escola e tive uma experiência como que metafísica em que me perguntava muito admirada o que fazia ali, e os minutos pareciam arrastar-se, como se o tempo normal da viagem tivesse, como que de súbito, quadruplicado. E, de repente, dou-me conta que estou na China, que vivo aqui há quase um ano e meio, e não sei bem porquê, nem sei bem porque vou continuar a viver. Não é uma questão de gostar ou não, é uma questão de porquê, que sentido tem, que sentido faz. É uma jornada temporária ou é a minha vida real e futura? Dias estranhos estes que nos passamos em revista, que nos interrogamos, que nos transcendemos, que nos escoltamos nos sonhos, medos, temores, esperanças, expectativas. E eu que peço tão pouco (ou será demais se calhar) somente uma vida simples, não tenho aspiração alguma de ter um trabalho por aí além, nem de enriquecer, e muito menos viver um conto de fadas, ou ter mais sorte que a que considero ter já. A minha maior ambição é ser feliz, uma vida simples, despreocupada q.b e banal, mas para isso preciso de me achar, de encontrar o meu lugar neste emaranhado de fios que parecem não ligar a minha vida a lado nenhum de forma a imprimir-lhe um sentido único e lógico.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

Maria Araújo a 07.06.2012

Uma vida simples, banal, como pessoas simples e inteligentes gostam.
A vida acontece e há que tirar partido da imortalidade da juventude, onde quer que se esteja.
É nos 20tes que se sente mais (in)definição e que a vida está a começar a ter um rumo. Mas é preciso deixar (se) fluir.
Beijinho


Sem imagem de perfil

pai a 07.06.2012

ganha calma minha linda as férias estao a chegar
bjhs estou contigo

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos