Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


100% parcial

por mandarina, em 25.06.13

Receio não ser a pessoa mais indicada para incentivar uma pessoa a mudar-se para a China profunda, cidades como Wuhan, Changsha, enfim qualquer das cidades buraco da China recôndita. Porque, apesar de ter feito nestes sitios amigos para a vida, e quanto a isso só posso estar grata, eu não tenho nada de muito bom a dizer destes sitios.

 

Clima merdoso (muito quente e húmido no Verão e muito frio e rigoroso no Inverno); Gente mal educada; Cidades sujas e malcheirosas; Comida pouco saudável; Poluição tão séria que extravaza os níveis mais vergonhosos e insensatos a nível mundial; Pontos turísticos tacanhos e quase sempre falsificados (criados recentemente); Produtos falsificados; um show-off piroso e presunçoso dos que tem muito dinheiro; crimes contra o ambiente que fazem chorar as pedras da calçada; uma total irresponsabilização perante o outro; bons modos nem vê-los, educação à mesa, na rua, em filas, em bancos, supermercados, em casa, nem sombras dela; caráter oco e falso da maior parte dos habitantes destas cidades provincianas; sujidade para onde quer que nos voltemos; um sem fim de pontos negativos.

Enfim, poderia ficar aqui o dia todo a falar mal destas cidades da China profunda. Prefiro pensar que ter lá passado fez de mim uma pessoa mais rica, que sabe, hoje, dar mais valor à vida que antes de ter vivido em sitios tão miseráveis.

 

Fui, vivi lá e sobrevivi (até ver pelo menos) para contar a história. Se algum dia lá quero voltar, não obrigada.

E porque até hoje conheci 4 cidades chinesas posso sem dúvida afirmar que conheço delas o suficiente para saber que não se pode comparar cidades chinesas (internacionais) como Shanghai e Pequim a outras cidades do interior chinês sem manchar a pintura destas últimas de forma irreparável e definitiva. Contudo, orgulho-me de ter por lá passado, e como comentava no outro dia com um colega que também já teve a sua dose de China profunda "ter passado por lá foi uma experiência que muitos estrangeiros que vivem na China moderna jamais terão e jamais saberão que existe e em que consiste, que uma coisa é viver, outra coisa é ouvir contar". 

Eu não o descreveria melhor, foi uma aventura, nem sempre espetacular mas que me enriqueceu como pessoa e me deu outra perspetiva deste gigante asiático.

 

E certamente porque a minha alma não é pequena, valeu, sem dúvida, a pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Rita a 25.06.2013 às 11:38

É claro que valeu a pena... Quanto mais não seja por me teres conhecido e também à Susanex, ih ih ih! :P :P :P

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Favoritos